Terapia por Ondas de Choque no tratamento das canelites, periostites ou síndrome do stress tibial medial


15288658_10207709772453235_3325618359998179418_o

A “CANELITE” ou Síndrome do Stress Medial da Tíbia ou Periostite é uma das lesões mais comuns em praticantes de corrida.

Ela acontece por uma combinação de trações musculares sobre o osso da perna( tíbia), impactos de repetição na perna e fraqueza muscular, associados a pronação dos pés.

A incidência é maior em mulheres e em corredores com menos de 8 anos de experiência( touton et al).

O diagnóstico é feito pelo exame físico com dor a palpação da parte interna da tibia e pela história clínica. Exames de imagem podem ser necessários para descartar fraturas por stress, sendo a ressonância a mais indicada.

O tratamento inclui alongamentos diários, fortalecimento muscular, ajuste da écnica de corrida e calçados.

Uma nova opção para controle da dor é a Terapia por Ondas de Choque, que consiste em aplicação de ondas acústicas no local, promovendo cicatrização dos tecidos e melhora da dor, com retorno até 30 dias antes às atividades físicas( Rompe et al).

Para quem tem pouco tempo, é o tratamento ideal, junto com alongamento e fortalecimentos orientados.

Sempre consulte um médico do esporte habilitado para tratamento e prevenção de lesões




Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tire Suas Dúvidas