Entenda a lesão do lateral esquerdo Marcelo


Logo no início do duelo contra a Sérvia, pela Copa de Mundo FIFA, o nosso lateral esquerdo Marcelo pediu substituição alegando fortes dores lombares, abandonando a partida.

A assessoria da CBF confirmou que o jogador sofreu um espasmo muscular na região lombar.

O que é o espasmo muscular?

É muito simples. O músculo foi submetido a forças de contração antagônicas( que pode ser tração + contração por exemplo) e fez com que o cérebro ligasse um sinal de alerta para proteger a região e evitar uma lesão mais séria. Isso causa um espasmo de forte intensidade e doloroso, muitas vezes incapacitante.

Qual o tratamento para o espasmo muscular?

No momento da lesão, em atletas de alto rendimento ou pessoas “normais”, é importante usar medicações analgésicas e relaxantes musculares para aliviar os sintomas. Como tratamento, é indicada a fisioterapia, com manobras de relaxamento muscular, alongamentos passivos, mobilização da coluna de acordo com a dor.

É sempre importante salientar que todo quadro de dor lombar não deve ser tratado com repouso e uso exclusivo de medicações. O protoclo atual, reconhecido mundialmente, é a utilização de exercícios de fortalecimento e ganho de mobilidade lombar. O uso somente de remédio e repouso é prejudicial, pois piora o quadro doloroso a curto, médio e longo prazo.

Colchão pode causar dor nas costas?

Apesar de ser alegado pela comissão técnica como causa da dor do nosso lateral, muito provavelmente NÃO é a causa da dor lombar. Nem do Marcelo( que joga e treina sempre nos limites do seu corpo) e nem de nenhuma outra pessoa. Não existem evidências científicas de que algum tipo de colchão melhore ou cause dor nas costas. As principais causas de dor lombar são: postura inadequada, fraqueza muscular lombar e dorsal, encurtamentos musculares, sedentarismo ou sobrecargas agudas da coluna. Tumores e fraturas também são causas menos comuns de dor.

Por Dr Luiz Tintori, médico do esporte e ortopedista




2 Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Tire Suas Dúvidas